Principal
Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal Principal

 

Lição 21

 

EZEQUIEL

“A quem Deus fortalece”

 

Ezequiel é o livro do Espírito Santo assim como Jeremias é do Pai e Isaías do Filho.

O profeta Ezequiel foi contemporâneo de Daniel e Jeremias. Viveu no início do século VI a. C. Ano 595.

 

O começo da carreira de Ezequiel coincidiu com o final da carreira de Jeremias de quem foi discípulo.

Foi levado cativo aos 25 anos para Babilônia.

 

Casado, inicia a carreira aos 30 anos.

Profetiza sobre a morte de sua esposa.

Junto com a profecia vem a recomendação para não lamentar nem chorar a perda. O acontecimento com o profeta serviria de sinal para o povo conhecer ao Senhor. Ler cap. 24:15-27.

 

Ezequiel, em suas profecias, conduz o povo a aceitar o cativeiro, e rejeitar os profetas que os enganavam com promessas de liberdade, seguindo os conselhos do profeta Jeremias em sua carta aos cativos. Jeremias cap. 29.

 

CONTEÚDO

 

Ezequiel descreve a visão que teve dos querubins, no trono de Deus e o resplendor da Sua Glória. Ler o cap. 1.

“Como o aspecto do arco que aparece na nuvem no dia da chuva,

assim era o aspecto do resplendor em redor.

Este era o aspecto da semelhança da Glória do Senhor e;

vendo isto, caí sobre o meu rosto e ouvi a voz

de quem falava”. Ezequiel 1:28.

Comparar capítulo 1:10 com Apocalipse 4:7.

 

O livro refere-se à “Glória do Senhor” 14 vezes nos 11 primeiros capítulos.

No Antigo Testamento, a Glória de Deus era representada por uma Luz visível, que brilhava entre os querubins, sobre a arca, no Santo dos Santos. Era a manifestação da presença de Deus.

Ezequiel viu quando:

“A Glória do Deus de Israel se levantou do querubim sobre

o qual estava, até a entrada da casa”. Ezequiel 9:3.

“E encheu-se a casa de uma nuvem e o átrio se encheu do

resplendor da Glória do Senhor”. Ezequiel. 10:4.

E continuou vendo quando a Glória do Senhor, junto com os querubins, “parou à entrada da porta do oriente” indo para o meio da cidade e parando no monte.

 

“Então os querubins elevaram as suas asas e as rodas

os acompanhavam; e a Glória do Deus de Israel

estava no alto, sobre eles, e a glória do Senhor

se levantou do meio da cidade e se pôs

sobre o monte”. Ezequiel 11:22-23.

 

Mais tarde, Ezequiel, contemplou a volta da Glória de Deus entrando no templo pela porta oriental.

 

“E eis que, do caminho do oriente, vinha a Glória do Deus

de Israel; a sua voz era como o ruído de muitas águas,

e a terra resplandeceu por causa da sua Glória.

O aspecto da visão que tive era como o da visão que eu tivera,

quando vim destruir a cidade; e eram as visões como

a que tive junto ao rio Quebar; e me prostrei, rosto em terra.

A Glória do Senhor entrou no templo pela porta que

olha para o oriente. O Espírito me levantou e me levou

ao átrio interior; e eis que a glória do Senhor

enchia o templo”. Ezequiel 43:2-5.

 

CURIOSIDADES

 

Ezequiel nos informa da idolatria de Israel no Egito e do pensamento de Deus em destruir o povo naquele país. Ezequiel 20:1-9.

Conta a história simbólica de Satanás comparando-o com o rei de Tiro.    Ler cap. 28:11-19.

Fornece detalhes sobre a edificação do Templo. Ler cap. 40 e 42.

Fala do Rio de águas purificadoras, tipificando o crescimento espiritual do crente e da sua identificação com Cristo, o Rio da Vida.   Ler cap. 47 1-12.

Daniel, Jó e Noé são apresentados como padrão e modelo de Justiça. Ezequiel 14:20.

 
Unidade do Corpo de Cristo Principal Voltar